Decoração com pendentes

Decoração com pendentes

Decoração com pendentes

Hoje vamos tirar algumas dúvidas sobre pendentes. Todos sabemos que um pendente decorando o ambiente, seja como peça principal, seja  apenas como um complemento, faz toda a diferença!! Por isso, resolvemos trazer algumas informações relavantes para te auxiliar na escolha do seu. Lembrando que abusar da criatividade já é garantia de sucesso!

Os pendentes estão associados à luminárias sustentadas por fios e, hoje, têm a intenção de dar ao ambiente um ar mais moderno, que é a tendência dos últimos tempos.

É muito importante que você escolha qual efeito pretende alcançar com o seu pendente: iluminação focada ou abrangente? fria ou quente? acolhedora ou funcional? Esse, certamente, é o ponta pé inicial para uma boa escolha, considerando a imensa quantidade de opções hoje no mercado.

Os modelos se diferenciam por texturas, formas e tonalidades, e sua escolha vai depender não só do seu gosto pessoal, mas também dos demais objetos que já se encontram no ambiente que será iluminado.

Se você é daqueles que gosta de um ar mais clássico, a ideia é que se deleite nos pendentes de tecido nobre, como linho ou seda, ou ainda, com cúpulas de vidro ou cobre.

Já se você prefere dar ao seu ambiente um ar mais rústico, há diferentes tipos de fibras naturais, como a taboa, madeiras ou imitações, além de produtos artesanais que cumprem bem esse papel.

Agora, se você gosta do estilo contemporâneo, não há limites para a sua imaginação! O mercado tem uma variedade imensa de luminárias nacionais e importadas seguindo essa tendência. É possível encontrar desde peças em aço, até tecido ou acrílico.

A dica maior aqui é que o seu pendente se comunique com as peças do seu ambiente para que exista harmonia na decoração e não acabe virando aquele espaço caro porém pouco charmoso. 

Pra quem tem um espaço mais amplo, a moda da vez são os jogos de pendentes que agrupam luminárias em um mesmo ponto.

Na mesa da sala de jantar, por exemplo, o segredo para que o pendente dê certo está nas distâncias e posicionamento que ele ficará com relação ao teto e à mesa. Ao escolher a cúpula, analise o seu tamanho: ela deverá ser 30 cm (diâmetro) menor que o tampo da mesa e ser posicionada há pelo menos 20 cm do teto para que o pendente não perca seu charme.

Se você pretende tornar seu ambiente descontraído invista em peças com cores marcantes e design inusitado, e distribua-as em todos os cantos da sua casa.

Vale lembrar que o pendente não é só para mesa de jantar e bancadas, é possível conquistar um efeito de lanterna quando colocado em uma varanda ou, iluminar todo o seu espaço se colocado bem no centro.

Além disso,  ele pode substituir aquele velho abajur da sua sala, pode iluminar aquela antiga mesa de canto ou, até mesmo, dar um carinho especial àquele porta-retrato que já  anda esquecido no seu aparador mas que traz uma recordação linda! Basta posicioná-lo  a uma altura mais baixa, bem próxima ao móvel.

Inclusive, um outro hit do momento são os pendentes aplicados logo acima das bancadas dos banheiros e lavabos. Eu mesma tenho um no meu! O ambiente é todo branco então optei por quebrar a monotonia colocando um mimo de pendente, bem delicado e pequeno, de cor azul em cima da pia. E não pense que atrapalha o espelho. Basta colocá-lo a uma distância considerável do teto, mas que também esteja de acordo com a sua altura. Experimente! Você vai amar!

Enfim, pessoal, o pendente ideal torna o ambiente muito mais bonito e, com isso, traz uma sensação de bem estar incrível para quem desfruta dele, isso porque não é necessário entender de iluminação para apreciar um espaço bem iluminado, afinal, quem não gosta de estar em um ambiente lindo, não é mesmo?!

Até a próxima!

Li Rodrigues
Li Rodrigues
X